Crianças que sentam em “W”

Crianças com cerca de um ano e meio de idade costumam sentar em “W”, com os joelhos posicionados para frente e os pés para trás. 

A anatomia de uma criança, em especial o quadril, é diferente de um adulto.  Elas possuem a cabeça do fêmur virada mais para frente (maior anteversão femoral) e isso vai diminuindo conforme elas vão crescendo. Ao nascimento, temos em média 45.º de anteversão femoral, na vida adulta esse valor cai para 15-20.º.

Associado, também apresentam grande elasticidade (principalmente entre 3 e 7 anos), permitindo maiores arcos de movimento das articulações. Desta forma, a posição em “W” é mais confortável, pois nela a cabeça do fêmur fica melhor acomodada dentro do quadril.

Sentar em “W”: pode ou não pode?

Pode!

À medida que a criança for crescendo, ela perde um pouco da flexibilidade e sentar em “W” já não será tão confortável como antes. Em geral, até os 12 anos ocorre a maior perda da anteversão e, com isso, a posição deixa de ser cômoda e paramos de sentar dessa forma.

É indicado manter a criança sempre ativa com atividades ao ar livre e brincadeiras que promovam coordenação, equilíbrio e fortalecimento, como: amarelinha, bambolê, pega pega, entre outros.

Quebrando mitos sobre sentar em “W”:

  • É a posição preferida para muitas crianças em idade pré-escolar.
  • Não afeta ou altera a forma dos ossos do quadril.
  • Não causa displasia do desenvolvimento do quadril (DDQ).
  • Não causa doença articular degenerativa ou artrite.
  • Não causa in-toeing (andar com os pés apontados para dentro) nem nenhum atraso de desenvolvimento.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário ou marque a sua consulta!

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Posso ajudá-lo?