Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ): Um Guia para Pais e Cuidadores

A Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ) é um problema que afeta a articulação do quadril em bebês e crianças pequenas. Essa articulação é composta pela cabeça do fêmur e pelo acetábulo, sendo chamada “articulação bola-soquete”. Ela ocorre quando a bola da coxa (fêmur) não se encaixa perfeitamente no encaixe do osso do quadril (acetábulo). Essa posição inadequada pode levar à instabilidade, rigidez e possíveis complicações a longo prazo se não for tratada. O diagnóstico e a intervenção precoces são cruciais para garantir o desenvolvimento saudável do quadril e prevenir problemas futuros.

O que é DDQ?

O impacto da PC no tônus e controle muscular pode levar a várias deformidades nos pés, incluindo:

  • Prevalência: A DDQ afeta cerca de 1 a 2% dos recém-nascidos, sendo as meninas duas vezes mais propensas a serem afetadas do que os meninos. O quadril esquerdo também é mais afetado que o direito pela posição em apoio no sacro (osso da bacia) materno durante a gestação.
  • Tipos: Existem diferentes tipos de DDQ, incluindo subluxação (deslocamento parcial), luxação (deslocamento completo) e displasia acetabular (encaixe raso).
  • Causas: Os fatores de risco incluem apresentação pélvica, histórico familiar e práticas de enfaixamento com as pernas esticadas. A causa exata é muitas vezes desconhecida.

Sinais e sintomas da DDQ:

  • Dobras ou vincos desiguais nas pernas ou glúteos quando deitado de costas;
  • Discrepância no comprimento das pernas (uma perna maior que a outra);
  • Clique ou ruído de estalo no quadril;
  • Amplitude de movimento limitada no quadril;
  • Andar mais tarde do que o esperado (após 18 meses).

Importância do diagnóstico precoce:

O diagnóstico e o tratamento precoces são cruciais para garantir o desenvolvimento adequado do quadril e prevenir complicações como dor, artrite e dificuldade para caminhar mais tarde na vida. A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) se alinha a outras sociedades internacionais e recomenda o rastreamento de todos os recém-nascidos que foram pélvicos para investigar DDQ, principalmente meninas.

Opções de tratamento para DDQ:

As opções de tratamento para DDQ variam de acordo com a gravidade e a idade da criança. Elas podem incluir:

  • Métodos não invasivos: Aparelhos, órteses ou gesso para ajudar a posicionar a articulação do quadril corretamente.
  • Cirurgia: Em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária para reposicionar a articulação do quadril ou remodelar o encaixe.

Lembre-se:

  • A DDQ é uma condição tratável com diagnóstico e intervenção precoces.
  • Se você tiver alguma dúvida sobre a saúde do quadril do seu filho, entre em contato para uma avaliação e orientação adequadas.

Ficou com alguma dúvida? Agende uma consulta com o Dr.João Pedro – Ortopedista Infantil para um diagnóstico seguro e o tratamento mais adequado para o seu filho.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Posso ajudá-lo?