Fratura de tornozelo em crianças

A fratura de tornozelo em crianças ocorre quando há uma ruptura em um ou mais ossos que formam esta articulação do pé, incluindo a tíbia (osso da canela), a fíbula (osso lateral do tornozelo) e o tálus (um pequeno osso localizado na parte posterior do pé).

As fraturas de tornozelo na infância podem apresentar diferentes gravidades. As fraturas mais leves são tratadas com imobilização com gesso ou órtese, enquanto fraturas mais complexas podem exigir procedimento cirúrgico. O ortopedista especializado em traumas pediátricos poderá diagnosticar o tipo de fratura e indicar o tratamento mais adequado para cada caso.

O que é cifose torácica?

Lesões no tornozelo são comuns em crianças, geralmente ocorrem quando o pé sofre uma torção inesperada durante uma atividade física ou brincadeira. Esportes que envolvem movimentos laterais e saltos, como basquete e vôlei, podem aumentar o risco de fratura nesta articulação.

Essas fraturas normalmente acometem a tíbia ou a fíbula e frequentemente afetam a fise (placa de crescimento), estrutura localizada na extremidade dos ossos das crianças, responsável pelo crescimento destas estruturas. Uma lesão na fise requer maior atenção na hora do tratamento, para garantir que o desenvolvimento do osso volte ao normal.

Quais os tipos de fratura de tornozelo em crianças?

Conheça alguns tipos de fratura de tornozelo:

  • Fratura da fíbula distal: ocorre quando apenas o Maleolo Lateral é lesionado no tornozelo;
  • Fratura triplanar: é uma fratura complexa que ocorre quando a placa de crescimento está começando a fechar. Ela afeta três camadas do osso, a metáfise (parte alargada da diáfise do osso), fise (placa de crescimento) e a epífise (extremidade do osso);
  • Fratura de Tillaux Juvenil: ocorre na parte frontal e externa da parte inferior da tíbia que se estende através da placa de crescimento e na articulação do tornozelo;
  • Fratura do Maléolo Medial: o maléolo medial é a protuberância óssea presente na parte interna do tornozelo, podendo ser fraturada quando a criança torce o tornozelo.

Sintomas da fratura de tornozelo

Muitas vezes é difícil dizer a diferença entre uma torção de tornozelo e uma fratura mais grave. Ambas vão causar dor e inchaço na articulação, mas alguns sinais da fratura de tornozelo podem incluir:

  • Incapacidade de andar e ficar de pé;
  • Hematomas;
  • Sensibilidade ao toque;
  • Deformidade no tornozelo.

Diagnóstico para a fratura de tornozelo em crianças

O médico fará um exame físico minucioso no tornozelo da criança, para identificar sintomas, como: inchaço e hematomas, áreas mais sensíveis, deformação na articulação, entre outros. Em casos de suspeita de fratura no tornozelo, os exames de imagem podem ajudar a identificar de forma mais detalhada a ruptura, são eles:

  • Raio-X: essencial para identificar se o osso está quebrado;
  • Tomografia computadorizada: fornece imagens mais nítidas dos ossos do tornozelo;
  • Ressonância magnética: fornece imagens de alta resolução de ossos e tecidos moles, como ligamentos e tendões.

Tratamento para Fraturas do Tornozelo

O tratamento para as fraturas de tornozelo pode variar conforme as características de cada lesão, incluindo:

  • A localização da fratura;
  • Se houve danos na placa de crescimento;
  • Posição do pé no momento da lesão;
  • Quantidade de deslocamento dos fragmentos ósseos.

Em fraturas de tornozelo que envolvem a placa de crescimento, o tratamento requer mais cuidados, para prevenir problemas futuros, como deformidades angulares ou comprimento desigual das pernas por barras ósseas.

As fraturas estáveis e com desvios menores que 2 milímetros podem ser tratadas com a imobilização, utilizando gesso ou botas ortopédicas até o osso cicatrizar. Fraturas instáveis ou mais desviadas podem necessitar de alinhamento cirúrgico e fixação interna com pinos ou parafusos.

Quanto tempo leva para curar uma fratura de tornozelo?

As fraturas de tornozelo em crianças normalmente cicatrizam em 4 a 6 semanas. À medida que a cicatrização ocorre, a dor tende a diminuir e pode desaparecer dentro de 2 semanas após a lesão. Para ajudar a controlar a dor, o médico pode prescrever medicamentos analgésicos.

Embora a consolidação da fratura poder levar até 6 semanas para ocorrer, a recuperação completa pode levar mais tempo, dependendo da gravidade da lesão e da velocidade de remodelação do osso. É possível que o paciente precise de fisioterapia para melhorar a flexibilidade da articulação e fortalecer a musculatura da perna.

Em caso de uma possível fratura de tornozelo, o mais importante é levar a criança imediatamente ao pronto-socorro, para receber o diagnóstico e tratamento adequado por um Ortopedista infantil, evitando problemas futuros para o resto da vida.

Ficou com alguma dúvida? Agende uma consulta com o Dr.João Pedro – Ortopedista Infantil para um diagnóstico seguro e o tratamento mais adequado para o seu filho.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Posso ajudá-lo?