Hipercifose Torácica em crianças

A Hipercifose torácica é caracterizada por uma curvatura anormal na parte superior da coluna vertebral. Essa condição pode ser popularmente chamada de dorso arredondado ou, em casos mais graves, como corcunda. A cifose pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum aparecer na adolescência.

Geralmente este problema não causa grandes complicações, podendo não necessitar de tratamento específico, mas indicação de mudanças de hábitos de vida sedentária. Em alguns casos, o paciente pode precisar de RPG para corrigir a postura ou realizar exercícios para fortalecer a coluna. A necessidade de cirurgia para tratar a curvatura excessiva da coluna é em casos mais graves com deformidades estruturais das vértebras torácicas.

O que é cifose torácica?

A cifose é uma curvatura natural da coluna vertebral. A maioria das pessoas possui uma curvatura entre 20 a 45 graus. Anormalidades posturais ou estruturais podem levar a curvas que ultrapassam essa faixa normal. O termo médico utilizado para descrever curvaturas superiores a 50 graus, é hipercifose, mas os profissionais de saúde usam frequentemente o termo cifose para as curvaturas excessivas nas costas.

Quanto maior a curvatura da coluna, mais séria a condição se torna. Curvas menos significativas podem causar dores leves nas costas ou não apresentarem sintomas. No entanto, curvas mais graves podem resultar em protuberâncias visíveis nas costas do paciente e sintomas mais severos.

Quais os tipos de cifose torácica?  

Existem diversos tipos de cifose, mas vamos apresentar para você os 3 tipos que mais afetam crianças e adolescentes, são eles:

  • Cifose postural: é o tipo mais comum de cifose, geralmente torna-se perceptível durante a adolescência. É associado a má postura e não é uma condição grave. Raramente é dolorosa e não costuma causar problemas na vida adulta, pois não progride;
  • Doença de Scheuermann: normalmente se torna aparente na adolescência e pode resultar em uma deformidade mais grave, resultando em sintomas doloridos. Esse tipo de cifose é causado por uma anormalidade estrutural das vértebras da coluna, sua progressão é interrompida quando o paciente para de crescer.
  • Cifose congênita: está presente no nascimento, ocorre quando a coluna vertebral do bebê não se desenvolve adequadamente no período intrauterino. Os ossos podem não se formar como deveriam, ou algumas vértebras podem ser fundidas. Esse tipo de cifose geralmente piora na medida que a criança cresce e pode necessitar de cirurgia, em idade jovem, para interromper o agravamento da curvatura.

Sintomas

Os sintomas da cifose podem variar conforme o tipo e gravidade da condição que o paciente possui. Os sintomas podem incluir: 

  • Ombros arredondados;
  • Corcunda visível nas costas; 
  • Gibosidade cervical;
  • Dor nas costas, principalmente na parte superior da coluna;
  • Rigidez da coluna;
  • Dificuldade para manter o corpo reto. 

Sintomas mais graves e raros, são:

  • Fraqueza, dormência ou formigamento nos braços ou nas pernas;
  • Falta de ar;
  • Alteração no funcionamento do sistema intestinal ou urinário. 

Qual melhor exame para identificar a cifose? 

Para o diagnóstico da cifose em crianças e adolescentes, o médico fará um exame físico minucioso, solicitando que seu filho se incline para a frente com os pés juntos, os joelhos retos e os braços soltos, permitindo a visualização de qualquer deformidade da coluna. O exame de raio-x pode ser fundamental para diagnosticar a cifose, verificando se há alterações nas vértebras ou qualquer outra anormalidade óssea. A radiografia também ajuda a medir o grau de curvatura da cifose.

Como é tratada a cifose torácica?

Os tratamentos para a cifose torácica têm objetivo de prevenir a deformidade da coluna e a progressão da curvatura. O ortopedista do seu filho vai considerar algumas variáveis para determinar o melhor tratamento, incluindo:

  • Idade;
  • Saúde geral da criança;
  • Tipo de cifose;
  • Gravidade da curvatura e sintomas.

Tratamento não cirúrgico

Tratamentos convencionais são recomendados para pacientes com cifose postural ou doença de Scheuermann, que apresentam curvas menos graves. Se seu filho possui uma curvatura, mas não tem sintomas doloridos, pode não precisar de nenhum tratamento além do fortalecimento da musculatura dorsal.

Os principais tratamentos convencionais são: 

  • Fisioterapia: prática de exercícios específicos podem ajudar a diminuir a dor e melhorar a postura da coluna vertebral, fortalecendo os músculos do abdômen e das costas;
  • Órtese: podem ser recomendadas para as crianças com doença de Scheuermann que ainda estão em desenvolvimento. Normalmente estes dispositivos são utilizados até o paciente atingir a maturidade esquelética.

Tratamento cirúrgico

A cirurgia para corrigir a curvatura da coluna vertebral é indicada para crianças com cifose congênita, doença de Scheuermann grave e pacientes com fortes dores. A fusão espinhal é a cirurgia mais utilizada para tratar a cifose e visa reduzir o grau da curva, prevenir a progressão da curvatura, aliviar a dor nas costas, entre outros objetivos

Tratando a cifose torácica do seu filho!

O diagnóstico e possível tratamento precoce é sempre a melhor opção na cifose. Se você suspeita que seu filho tenha algum sintoma relacionada a esta condição, Marque uma consulta e esclareça suas dúvidas!

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Posso ajudá-lo?