Pernas arqueadas – Doença de Blount

As pernas arqueadas causadas pela doença de Blount podem afetar crianças pequenas e adolescentes. É o resultado do crescimento anormal que ocorre nas placas fisárias (estruturas que ajudam a determinar a forma e o comprimento dos ossos), localizadas na extremidade da tíbia (osso da canela). 

Pode ser descrita, quando uma ou ambas as pernas se curvam com o joelho para fora, formando um espaço anormal entre as pernas, tornando-se mais visível quando a criança está com os pés juntos.

A doença de Blount, quando diagnosticada precocemente, pode ser remediada com o uso de órtese, que não é capaz de reverter a curvatura, mas auxilia no seu controle.  

Se o uso da órtese mostrar-se ineficaz para o controle do arqueamento das pernas, ou o diagnóstico ocorrer na adolescência, o ortopedista infantil pode recomendar um tratamento cirúrgico. 

Vamos entender melhor os sintomas e tratamentos  da doença de Blount.

Sintomas da doença de Blount 

As crianças com pernas arqueadas geralmente possuem coordenação motora normal, desenvolvendo a caminhada sem problemas, porém, o padrão anormal da caminhada é uma grande alteração desta condição, gerando muitas vezes, preocupação nos pais.

Normalmente o arqueamento das pernas pode fazer com que a criança tenha também os pés para dentro. A dor não é algo comum em crianças menores, mas na adolescência pode surgir desconforto no quadril, tornozelo e joelho, devido ao impacto que o arqueamento e sua deformidade produzem nas articulações.

O diagnóstico da doença de Blount em adolescentes, muitas vezes está relacionado com o sobrepeso.

Como é feito o diagnóstico da Doença de Blount?

O ortopedista pediátrico fará uma avaliação física na criança, se ela tiver menos de 2 anos e o arqueamento de ambas as pernas forem idênticos, momentaneamente não é necessário preocupação, mas, será recomendado pelo ortopedista, um acompanhamento à medida que a criança se desenvolve.

No entanto, se for identificado que o paciente possui uma perna com a curvatura mais acentuada que a outra, o ortopedista infantil pode solicitar uma radiografia da perna, para examinar as causas.

Com a idade superior a 2 anos e meio e um arqueamento assimétrico em ambas as pernas, a probabilidade de possuir a doença de Blount é maior e o exame pode ser feito por raio-x. Pode-se também solicitar exames laboratoriais para descartar doenças do metabolismo do cálcio, como raquitismo.

Tratamento das pernas arqueadas – Doença de Blount 

Tratamento não cirúrgico
Caso a doença seja diagnosticada precocemente, o tratamento para pernas arqueadas pode ser feito com a utilização de órtese, que auxilia no movimento do joelho e previne que haja maior deformação na perna. Esse tratamento não é eficaz na fase da adolescência.

Tratamento cirúrgico
Se o arqueamento das pernas da criança persistir mesmo com o uso de órtese, por volta dos 4 anos a cirurgia pode ser necessária , o procedimento vai evitar o agravamento da doença e os danos permanentes na perna afetada.

Existem alguns meios para a correção cirúrgica desta condição, os dois métodos principais são:

  • Crescimento guiado: o método mais comum utilizado para a correção das pernas consiste em colocar uma placa de metal ou parafuso, permitindo que o lado anormal possa se alinhar com o crescimento natural da criança. Quando o alinhamento ocorre, a placa ou grampo são retirados, retomando o crescimento normal.
  • Osteotomia da tíbia: neste procedimento a tíbia é cortada logo abaixo do joelho, ajustando o alinhamento das pernas, o osso pode ser fixado internamente por placas e parafusos ou por uma estrutura externa à perna, contribuindo para a cicatrização correta.

Após a cirurgia, em alguns casos é necessário a aplicação de gesso, para imobilizar a perna, até ocorrer a cicatrização. O ortopedista pode recomendar a prática de fisioterapia para a recuperação dos movimentos. 

Nas diferentes situações mostradas neste artigo, é necessário o diagnóstico de um ortopedista infantil, para obter uma avaliação correta e tratamento adequado, sanando os problemas da criança com essa doença. Agende sua consulta.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Posso ajudá-lo?